fbpx

5. SUA VIDA É UMA PROJEÇÃO DAS SUAS CRENÇAS

“O mapa não é o território”.

Essa frase é uma metáfora desenvolvida por Korzybski, que logo foi incorporada à Programação Neurolinguística, a PNL e utilizada no Coaching.

Esta metáfora está fazendo uma alusão de que só podemos ver no mundo externo o que temos no mundo interno. O que estamos vendo no mundo externo são projeções dos pensamentos validados ao longo da nossa vida que se transformaram em crenças, tudo que está sendo projetado para fora tem uma matriz original dentro.

As pessoas criam modelos de mundo ou “mapas” através de sua  neurologia. Percebemos o mundo através dos nossos sistemas representacionais, nossos sentidos, visão, audição e cinestesia (VAC), sabemos que existem outras formas mais de percepção, mas não estaremos falando aqui. Tomando consciência disto podemos inferir que toda a informação que processamos é filtrada por nossos sentidos, não sabemos qual é a realidade.

Somente podemos saber qual é a nossa interpretação da realidade, baseando-nos na informação que os nossos sistemas representativos nos oferecem.
Quando ajustamos o nosso comportamento e lhe damos significados, não o fazemos sobre a realidade em si, mas sim sobre os nossos mapas da realidade.

Se o ser humano vive no território, vive nele de acordo com o mapa que tem desse território. Vivemos de acordo com a representação da realidade numa realidade que desconhecemos.
Por isso, a metáfora do mapa torna-se útil para compreender como funciona o ser humano. A realidade se torna inacessível, devido à grande quantidade de elementos que atuam nela e que ultrapassa infinitamente a capacidade de observação e retenção do ser humano.

Nossos sentidos, nossas crenças e nossa experiência passada formam um “mapa” da realidade de acordo com a informação reunida, com o objetivo de permitir o “deslocamento” através do território.
Nenhum mapa pode coincidir com a realidade, pois o mapa seria a própria realidade. A intenção do mapa é a de facilitar o deslocamento através do território, desenhando um modelo em que podemos apreciar os traços mais característicos de um lugar em particular.

Com base nas informações que os mapas nos fornecem, podemos organizar melhor o nosso comportamento.
Em nível de experiência pessoal individual, o mapa É o território.
Só não posso acreditar que ele é verdadeiro.

Isso ingere que o nosso mundo interno determina nossa percepção da realidade, reagimos a ele não a realidade propriamente dita

Você cria a sua própria realidade e atua  como se seus mapas mentais fossem reais. Mapas mentais que criamos limitam nosso potencial em um grau maior do que quaisquer limitações reais do mundo exterior, tomar consciência de que podemos mudar esses mapas e até desconfiarmos deles potencializa nossas competências.

Artigos Relacionados